A prática de terceirizar laudos de exames tem sido divulgada amplamente pela empresa que prestam esse serviço. Muitos gestores, no entanto, ainda temem pela ineficácia desse método comparado ao procedimento interno.

Dessa forma, é essencial analisar as vantagens de cada opção, estudar a viabilidade financeira e avaliar a escolha junto aos demais funcionários para que seja a mais adequada à instituição clínica.

Acompanhe, no post de hoje, as características da prática de terceirizar laudos de exames ou de mantê-los na responsabilidade das clínicas e veja qual metodologia é mais efetiva. Boa leitura!

O modelo de internalização dos exames

A internalização dos exames radiológicos é a proposta fundamentada pelas empresas, mas, atualmente, não vem apresentando bons resultados devido às limitações logísticas e falta de gestão de pessoas.

Isso porque esse modelo aposta na figura do médico centralizador, que se incumbe de realizar os exames e posteriormente laudá-los, assim diminuindo a produtividade das atividades clínicas e gerenciais.

Com isso, o limite de exames realizados diminui e o espaço para armazenamento desses documentos clínicos aumenta, o que inviabiliza novos investimentos nos serviços prestados pelas clínicas.

A proposta de terceirizar laudos de exames

A terceirização de resultados clínicos é uma prática que foi desenvolvida no contexto da telemedicina, proposta que usa recursos médicos por meio das tecnologias que aproximam as distâncias geográficas e que prezam pela segurança das informações.

Devido à telemedicina, é possível delegar a tarefa de analisar o exame radiológico para outros especialistas clínicos que são funcionários da empresa terceirizada. Com isso, esses profissionais darão o parecer final mediante as informações recebidas, obtendo o laudo online.

Sendo assim, as empresas solicitantes ficarão responsáveis exclusivamente pela realização do exame in loco, ficando a cargo dos radiologistas terceirizados a emissão do parecer final do laudo.

As vantagens da utilização dos modelos

Enquanto a internalização tem como fundamento a centralização e acompanhamento do médico em todo o processo, a terceirização trabalha com a ideia da delegação da responsabilidade profissional qualificada.

Além disso, por mais que a terceirização possa parecer financeiramente desvantajosa para a gestão, outros administradores já vislumbram o retorno devido ao aumento da produtividade.

Desse modo, os gestores devem analisar cuidadosamente as rotinas e os recursos financeiros existentes, consultando os colegas de profissão que já utilizam a terceirização dos laudos para obter respostas reais para as principais dúvidas.

A inovação da clínica com a terceirização

Os gestores devem sempre estar à procura de serviços diferenciados para os pacientes e que possibilitam o equilíbrio financeiro da instituição. Nesse sentido, a implantação da terceirização dos laudos atende a esses fundamentos.

Ao terceirizar laudos, os pacientes conseguem esse resultado em menor tempo se comparado ao método tradicional de internalização. Essa vantagem gera satisfação dos pacientes e diminui o número de ausências, além de indicarem essa agilidade para seus contatos mais próximos.

Consequentemente, o número de pacientes tende a aumentar, o que garante mais produtividade sem perder na qualidade da assistência — tudo que um gestor deseja, não é mesmo?

A prática de terceirizar laudos é uma tendência que está se consolidando cada vez mais entre as clínicas radiológicas. Enquanto algumas ainda se mostram resistentes à terceirização, outras que já contam com esse serviço observam melhorias em sua rotina, ganho de produtividade e obtenção dos laudos em menor tempo, vantagens que favorecem todos os envolvidos.

Agora que já compreendeu os benefícios de terceirizar laudos de exames, não deixe de ler também quais os motivos para terceirizar serviços em uma clínica médica. Até lá!

Facebook Comments