Marketing médico: boas práticas para implantar na sua clínica

4 minutos para ler

O marketing médico é uma estratégia necessária nos dias de hoje. Porém, deve ser delineada de forma a não inserir informações tendenciosas ou que estejam em desacordo com as normas preconizadas pelo conselho de ética.

Além disso, o atendimento clínico e os serviços prestados devem ser uma constante para propiciar satisfação dos pacientes que disseminarão essa informação no ambiente virtual e com os amigos e familiares mais próximos.

Por isso, o equilíbrio entre as duas ferramentas é importante para evitar exposição excessiva e desgaste da imagem da empresa nas redes sociais. Ao mesmo tempo, devem ser observadas as formas de implantar o marketing nas relações físicas.

Quer saber como implantar o marketing médico em sua clínica? Então, fique atento às nossas dicas!

Boas práticas: do contato físico ao virtual

O bom atendimento é aquele que atende as necessidades do indivíduo, esclarece as dúvidas pertinentes ao caso conforme o nível de instrução do paciente, apresenta alternativas clínicas para serem definidas em conjunto, e o encaminha para exames objetivos e rápidos.

Nesse sentido, cabe ao gestor firmar parcerias com empresas que emitem resultados laboratoriais e radiológicos online, transmitem os laudos para os profissionais clínicos por meio de plataformas informatizadas e avisam sobre anormalidades patológicas importantes.

Considerando esse contexto, cabe ao médico mostrar como esse fluxo é mais eficiente e quais são os benefícios desse relacionamento para o paciente, mostrando, assim, que o serviço da clínica é personalizado e diferenciado perante as demais.

Porém, para chegar a esse nível de excelência, é fundamental implantar as etapas gradativamente.

Defina objetivos

Nessa fase, os gestores devem delinear a estratégia de sensibilização do paciente, tanto no nível físico quanto virtual. No primeiro caso, é essencial investir na capacitação de toda a equipe para ajudá-la a traçar o perfil do paciente e quais demandas devem ser atendidas.

No ambiente virtual, deve-se levantar o número de pacientes que acompanham as redes sociais ou o site da empresa, verificar os principais questionamentos e como eles podem ser respondidos ou levá-los à consulta médica presencial.

Busque parcerias

A segunda etapa é avaliar quais os parceiros que podem ajudar nessa empreitada. O convênio com empresas que entregam exames online é uma ótima opção, assim como aquelas que investem em marketing de conteúdo.

Dessa forma, o gestor mostrará eficiência clínica, administrativa e virtual, vislumbrando boas oportunidades para captação de novos pacientes.

Acompanhe os resultados

As medidas implantadas devem ser acompanhadas periodicamente por indicadores de efetividade e satisfação. Sendo assim, a emissão de relatórios sobre diferenças de produtividade nos serviços após a implantação dessas tarefas é crucial para avaliar o negócio.

Também devem ser avaliados, mediante plataformas online ou questionários físicos, o nível de satisfação do paciente com as mudanças implementadas de forma a direcionar para as demandas do indivíduo.

Analise eticamente as medidas

Ao desenvolver a estratégia de marketing médico, é essencial ter conhecimento das normas preconizadas pelos conselhos federais e demais órgãos de regulação clínica. Por isso, o gestor deve fazer uma análise detalhada dessas legislações.

Isso porque algumas situações não são permitidas, tais como: fazer comparação de tratamentos (antes e depois), realizar consultas virtuais para emissão de diagnóstico, ou expor demasiadamente o paciente, mesmo com o consentimento prévio.

O marketing médico é uma estratégia fundamental para as empresas que almejam crescimento físico e virtual. As medidas implantadas para esse propósito devem destacar a empresa perante seus concorrentes, sem deixar de investir nas relações humanas dentro do consultório. Por isso, as etapas devem ser programadas para evitar percalços no caminho.

E você, já implantou o marketing médico em sua instituição? Ainda precisa de mais conhecimentos sobre o assunto? Então, leia nosso post sobre marketing digital para clínicas médicas, com quatro dicas que você deve seguir!

consultor-telemedicinaPowered by Rock Convert
Posts relacionados

Deixe uma resposta