O relacionamento com pacientes é algo que precisa ser construído com eficiência e técnicas de humanização. Isso porque essa relação é tênue e pode ser influenciada por fatores individuais e institucionais.

Sendo assim, é fundamental elaborar estratégias que atendam às carências dos pacientes. Porém, é preciso sempre considerar as questões clínicas, financeiras e administrativas inerentes ao processo.

Além disso, ao conseguir o equilíbrio nesse quesito, é interessante avaliar periodicamente as práticas implantadas, a fim de manter o bom nível de atendimento e aumentar continuamente a produtividade nos serviços.

Quer saber como melhorar o relacionamento com pacientes em uma clínica? Então, não deixe de acompanhar este post e sinta-se mais confiante para aplicar nossas dicas!

1. Mantenha diversos canais de comunicação

No mundo tecnológico em que vivemos, aplicativos de mensagens instantâneas e e-mails são vistos como canais de comunicação equiparáveis ou mais avançados do que o contato telefônico e as correspondências enviadas à residência.

Alguns pacientes atribuem praticidade e economia de tempo a essas novas tecnologias. Já outros ainda preferem o contato telefônico devido às limitações para aprender a utilizar esses novos recursos.

Dessa forma, cabe aos médicos e aos integrantes da clínica abordarem a preferência dos pacientes em relação ao canal de comunicação para evitar falhas nesse processo e ausências não justificadas.

2. Preste assistência clínica eficiente

A assistência clínica deve ser pautada no compromisso, no conhecimento e na pontualidade, requisitos fundamentais para uma boa impressão da instituição. Nesse ponto, as responsabilidades dos profissionais são fatores cruciais.

O compromisso com o paciente reflete-se no acolhimento adequado ao indivíduo, na resposta completa aos questionamentos, no tempo dedicado à consulta clínica, na confiança transmitida por meio dos conhecimentos científicos e na honestidade da relação terapêutica.

Após equilibrar essas variáveis, os gestores devem investir em uma infraestrutura confortável e aconchegante e em treinamentos efetivos e periódicos para a equipe administrativa, da recepção e da higienização.

3. Ofereça serviços diferenciados

Para manter uma clínica diferenciada em relação à concorrência, além de investir nos requisitos acima, é importante oferecer estratégias inovadoras que auxiliem a assistência e garantam percepção positiva dos pacientes.

Dentre essas possibilidades, enquadram-se o prontuário eletrônico — que mantém o histórico clínico e medicamentoso do paciente e pode ser acessado rapidamente — e a emissão online dos laudos médicos.

Essa ferramenta pode trazer benefícios diretamente para o paciente, na medida em que ele passa a ter acesso ao seu exame em pouco tempo e poderá armazená-lo nos arquivos pessoais ou encaminhá-lo eletronicamente para o médico assistente.

Além disso, as vantagens para a instituição também são notórias, pois há redução de custos com impressão e diminuição da necessidade de uma área física para armazenamento desses documentos clínicos.

O relacionamento com pacientes é algo que deve ser buscado de forma constante e com condutas específicas, de modo a evitar absenteísmo ou insatisfação por parte deles. Para tanto, é interessante investir continuamente em técnicas humanísticas de abordagem, melhorar os processos administrativos e oferecer serviços eficientes para melhorar o atendimento.

E você, o que tem feito para melhorar os serviços da sua clínica? Em qual aspecto ainda precisa investir? Aproveite que está por aqui e entenda também um pouco mais sobre atendimento humanizado. Boa leitura!