A radiografia — também conhecida como raio-x — é um exame realizado quando há suspeitas de fratura, para diagnosticar algumas doenças dos órgãos ou para detectar problemas nas articulações.

A tecnologia atual em radiologia conta com exames de alta precisão, com imagens que podem ser visualizadas tridimensionalmente. Neste post selecionamos algumas informações sobre como a radiologia e seus exames relacionados podem ajudar nos mais diversos diagnósticos e como clínicas de radiologia podem melhorar sua produtividade. Confira!

Quais são as tecnologias mais utilizadas em radiologia?

Em 1895, quando a radiologia surgiu, eram mostradas imagens padronizadas produzidas por meio de uma combinação de radiação ionizante e de luz refletida sobre uma superfície fotossensível.

Com o passar do tempo e com os avanços tecnológicos, a radiologia começou a apresentar exames mais precisos e seguros, como os seguintes:

Angiografia

A angiografia surgiu em 1920 e é um tipo de exame realizado com contraste administrado nos vasos sanguíneos, em conjunto com a emissão de raios-x para a visualização das veias de determinada parte do corpo, incluindo o coração.

As imagens podem ser geradas ou podem ser feitos vídeos da visualização do caminho do contraste nos vasos para identificar problemas ou alguma obstrução.

Mamografia

A mamografia — ou radiografia das mamas — é um exame de alto padrão para a identificação do câncer de mama, permitindo que sejam detectados nódulos ainda em fase inicial, quando não estão palpáveis ao exame clínico.

Tomografia computadorizada

A tomografia computadorizada emite uma quantidade maior de raios-x em formato de feixes colimados, com imagens processadas pelo computador. Dessa forma, são gerados vários cortes sobrepostos, que permitem uma visualização mais precisa e detalhada das partes do corpo examinadas em todos os seus ângulos.

Densitometria óssea

A densitometria óssea é uma modalidade da radiologia que permite o exame de todo o esqueleto, com foco na densidade do tecido ósseo.

O diagnóstico permite identificar uma possível redução da massa óssea, que gera doenças como osteopenia ou osteoporose, que podem desencadear fraturas.

Ultrassonografia

O ultrassom é o mais popular exame da radiologia. Por meio dele são visualizadas as estruturas internas dos órgãos em função de ondas sonoras de alta frequência.

Desde que a estrutura do corpo não esteja protegida por ossos, esse exame é capaz de detectar qualquer parte do corpo, analisando o funcionamento dos órgãos.

Como são indicados exames para cada caso específico?

É feita uma triagem para saber que exame é o mais indicado para cada caso. O raio-x é mais utilizado para suspeitas de fraturas, doenças pulmonares ou de coluna.

As tomografias e os outros tipos de exame são indicados para casos mais complicados, em que há a necessidade de uma investigação mais aprofundada e precisa.

Quais são as vantagens da radiologia?

Uma delas é o baixo custo e a possibilidade de obter as imagens e os exames virtualmente, de qualquer lugar com acesso à internet — inclusive por meio de dispositivos móveis.

Além disso há os benefícios para os pacientes, pois esses exames não são invasivos, são praticamente indolores e causam pouco desconforto ao serem realizados.

Como melhorar a produtividade em radiologia?

Mantenha a agenda organizada

Ter uma agenda organizada permite uma melhor gestão do tempo para tarefas, atendimento a pacientes e realização de procedimentos que estão pendentes.

Use a tecnologia

Existem softwares especializados em melhorar o fluxo de trabalho de profissionais da área de saúde. Eles ajudarão a sua clínica de radiologia a ter uma rotina mais fluida de marcação de consultas, atendimento a pacientes, armazenamento de imagens e compartilhamento, além da entrega de laudos.

Invista em um bom ambiente de trabalho

Ter um local de trabalho com uma boa iluminação, ventilação, mobília e equipamentos pode fazer toda a diferença para o seu bem-estar, bem como o dos seus funcionários e pacientes.

É importante salientar que um exame de imagem de um paciente é laudado sempre por um médico radiologista, mas esse resultado deverá ser encaminhado ao médico solicitante do exame, visto que ele está a par de todo o histórico do paciente e poderá orientá-lo a realizar o tratamento mais adequado.

E então, conseguiu entender como funciona e para que serve a radiologia? Siga nossa página no Facebook e fique por dentro de outros conteúdos como este!