Assim como em diversas outras áreas, a medicina está passando por várias mudanças causadas pelos avanços tecnológicos e pelas novas formas de comunicação. 

Realidade virtual, robôs médicos, inteligência artificial: isso pode parecer coisa de filme de ficção, mas são avanços que já começaram a fazer parte da rotina de alguns hospitais ao redor do mundo. 

Tendo em vista essas mudanças, hoje vamos falar um pouco sobre os setores mais promissores para a medicina do futuro.

1. Medicina generalista

É muito difícil para um médio generalista – ou médico da família – aplicar um diagnóstico e tratamento de qualidade nas atuais condições que existem hoje em dia. 

Com os hospitais lotados e o tempo de consulta muitas vezes limitado, além do fato de existir um costume de só procurar o médico quando já se esta doente, contribui para que a prevenção de doenças de forma qualitativa seja dificultada.

Agora, imagine contar com um sensor vestível (wearable device) que transfere os dados dos pacientes para o smartphone do médico e avisa quando alguma coisa não está de acordo. 

Com essa tecnologia, é possível que os médicos façam um acompanhamento remoto de seus pacientes, contando com a ajuda de algorítimos que podem até mesmo detectar doenças raras. Além disso, proporcionaria um cuidado melhor, voltado mais à prevenção do que apenas ao tratamento.

2. Ginecologia e obstetrícia 

Os médicos da área de ginecologia e obstetrícia tem um tempo muito curto para colher os dados do bebê ou de sua mãe. Com os Wearable Devices monitorando os dados vitais de ambos, os cuidados perinatais não irão depender apenas da sorte em caso de alguma emergência.

Além disso, um avanço um pouco mais controverso tem sido discutido, que é a manipulação genética de bebês, para que estes não tenham doenças.

3. Medicina esportiva

Esse foi um dos primeiros setores da medicina a aderir às tecnologias através do uso de aplicativos de smartphones que monitoram a performance de quem pratica exercícios regulares. 

Hoje, esses aplicativos evoluíram para dispositivos voltados apenas para avaliar o desempenho das pessoas que praticam esportes, e estima-se que em breve poderão ser usados por quase todo mundo.

Dessa forma seria possível monitorar dados, como batimentos cardíacos, e vê-los diretamente na tela do seu computador ou tablet.

4. Oncologia

Quando falamos de medicina personalizada, este é um dos setores mais promissores. No momento, oncologistas customizam as terapias de acordo com o mapa genético e com as bases moleculares dos tumores, e com o barateamento do mapeamento genético, esse processo está sendo turbinado.

Além disso, a inteligência cognitiva ajudará os oncologistas a entender e, quem sabe, até mesmo curar o câncer. Esses computadores cognitivos podem escanear todas as publicações científicas sobre o câncer e extrair apenas as informações mais relevantes.

5. Oftalmologia

A oftalmologia é uma área que irá viver muitos dos sonhos tecnológicos mostrados em filmes de ficção. Implantes retinianos poderão devolver a visão a quem perdeu ou ainda, o poder de ampliar e diminuir imagens.

As lentes de contato digitais irão revolucionar a forma como as pessoas vêem o mundo, além de ajudar no tratamento da diabetes. 

Isso será possível graças a uma lente de contato digital que, através de uma antena sem fio menor que um fio de cabelo, irá medir as quantidades de glicemia dos pacientes em tempo real.

6. Radiologia

Computadores cognitivos dotados de inteligência artificial semântica poderão escanear diversas imagens e achar um padrão de malignidade, podendo vir a substituir o trabalho do imageologista.

Contudo, esse avanço não irá acabar com a profissão, apenas torná-la mais fácil e eficaz, e irá livrar o radiologista de ficar horas analisando imagens.

Com a medicina do futro, algumas especialidades acabarão sendo extintas com o tempo, mas ao mesmo tempo outras surgirão.

Deixe um comentário a respeito da sua opinião sobre esse tema. Queremos saber o que você acha desses avanços!

Facebook Comments