O teste de acuidade visual é usado para analisar o quanto alguém é capaz de distinguir o contorno e a forma das coisas. É importante para detectar problemas de visão em pessoas de todas as idades.

No entanto, ganha uma atenção especial na área de medicina do trabalho, pois atesta se um trabalhador tem alguma dificuldade que ofereça riscos a ele e aos colegas. Continue a leitura e saiba mais sobre esse tipo de exame!

O que é o teste de acuidade visual?

Acuidade significa ter uma grande capacidade de percepção. No que se refere à visão, representa o quanto uma pessoa consegue ver as coisas com maior nitidez, com uma grande distinção entre formas, cores e tamanhos.

Assim, o teste de acuidade visual é o exame mais elementar para se checar a capacidade funcional da vista de uma pessoa. Quanto melhor o resultado, maior a habilidade de enxergar perfeitamente.

Quando detecta uma função mais baixa da visão, o exame deve ser seguido por outros mais complexos, que determinarão a origem do problema e como corrigi-lo. Porém, na maioria das vezes o uso de óculos já é suficiente para corrigir as alterações. Ou seja, o teste de acuidade é uma forma simples, rápida e barata de descobrir anomalias da visão.

Como é feito o exame e o que é avaliado?

O exame pode ser feito por um oftalmologista, optometrista, um técnico em óptica ou um enfermeiro. No teste padrão, é usada a Tabela de Snellen. Ela é formada por diversas linhas com letras que vão reduzindo de tamanho. A pessoa deve conseguir ler a certa distância, o que determinará a acuidade visual.

A tabela é marcada por 2 números. O primeiro indica a distância em pés entre o quadro e o paciente. Já o segundo representa a fileira menor das letras que pode ser lida pelo paciente. Convencionou-se que a distância será de 20 pés (6 metros). Sendo assim, quando marcado 20/40, significa que uma pessoa deve ser capaz de enxergar a fileira 40 a 12 metros de distância.

Também podem ser usados equipamentos especiais e mais modernos, como o Potencial de Acuidade Macular (PAM), feito a laser. Eles têm características e recomendações diferentes, como será destacado a seguir.

Laudos de Acuidade Visual: Fale com um consultor da Mais Laudo

Qual a diferença entre a tabela e o aparelho?

Como já foi dito, a tabela é uma forma simplificada de conferir a acuidade visual de pessoas que até então não apresentaram nenhuma anomalia. Assim, é bem prática e fácil de ser instalada. Mas em alguns casos é recomendado que seja feito o exame com o laser, por ser mais preciso. São eles:

  • pessoas diagnosticadas com doenças oculares;

  • traumas e acidentes recentes no olho;

  • pré e pós-cirurgias oculares;

  • presença de catarata.

Outros exames também podem ajudar na descoberta de problemas que, de alguma forma, comprometem a acuidade visual. Um exemplo é o senso cromático, exame capaz de mostrar a quantidade de cones na retina. Ele é usado para detectar o daltonismo e doenças que acometem o nervo óptico.

De qualquer forma, o teste de acuidade visual ainda é um dos exames ocupacionais complementares mais comuns e com grande importância para a medicina do trabalho.

Se você gostou deste post e acredita que mais pessoas podem se interessar pelo assunto, compartilhe-o nas redes sociais!