A análise SWOT de clínica médica é considerada a estratégia gerencial que traz excelentes resultados para a instituição. Isso porque avalia criteriosamente tanto o cenário interno da empresa quanto os fatores externos que estejam contribuindo para sua instabilidade financeira.

Além disso, se essa prática for executada corretamente, garantirá bons indicadores para o planejamento estratégico situacional das instituições de saúde. Basta apenas que o gestor saiba conduzir adequadamente cada etapa.

O acrônimo SWOT vem do inglês e significa Strengths (forças), Weaknesses (fraquezas), Opportunities (oportunidades) e Threats (ameaças). Porém aqui no Brasil adotamos a sigla FOFA que traduz literalmente a sequência de fases do processo.

Por isso, se você como gestor ainda não implantou essa ferramenta, confira nosso passo a passo neste post de hoje, e saiba como fazer a análise SWOT de sua clínica médica.

Identificando as forças (Strengths)

As forças dentro de uma clínica médica correspondem às vantagens internas em relação às empresas concorrentes. Nesse sentido, podem ser contabilizadas a qualidade dos serviços ofertados, a produtividade da equipe e as inovações tecnológicas oferecidas.

Também são avaliados os serviços adjuvantes tais como limpeza, conservação, formas de atendimento ao cliente, serviços clínicos humanizados e organização das atividades da empresa.

A localização geográfica das empresas de saúde, o acesso por várias linhas de ônibus ou local adequado para estacionamento de veículos também devem ser registrados como pontos fortes da instituição.

Reconhecendo as fraquezas (Weaknesses)

Um excelente gestor deve compreender quais processos internos não estão correspondendo clinica e financeiramente. Nesse contexto, os principais indicadores são as reclamações de funcionários ou de pacientes.

Situações tais como demora no atendimento, obsolescência dos equipamentos, irregularidade nos serviços, burocracia no atendimento, pouca inovação nos processos, dentre outros problemas devem ser analisados cuidadosamente.

Detectando as oportunidades (Opportunities)

Após a análise do cenário interno obtido pelos processos anteriores é importante verificar quais serviços poderiam ser implantados para gerar resultados interessantes. Nessa empreitada é preciso conciliar as potencialidades da empresa com o cenário externo.

O gestor deve ficar atento para as falhas das empresas concorrentes ou as lacunas que ainda não foram preenchidas e depois traçar objetivos inovadores.

Aliar a tecnologia aos padrões clínicos de qualidade, considerar a possibilidade de certificações pelos órgãos competentes é uma ideia a ser lapidada. Programação, recursos financeiros e motivação dos funcionários são fatores essenciais para o sucesso da implantação.

Prevenindo as ameaças (Threats)

O cenário externo pode prover tanto oportunidades de investimento das clínicas médicas como necessidades de mudanças frente às empresas que estão se destacando.

Para tanto, é crucial analisar os aspectos e as condições de serviços das empresas concorrentes e de que forma essa situação está impactando no seu negócio. A entrada de novas empresas sempre gera instabilidade financeira e emocional para a clínica já existente.

Por isso, preveja o impacto que as empresas concorrentes podem causar no seu negócio, antecipe suas mudanças e não abale com essas situações. De certa forma, elas impulsionam o gestor na busca de inovações clínicas, humanísticas e tecnológicas para a empresa.

A análise SWOT de clínica médica deve ser pensada considerando os quatro pilares fundamentais mencionados. Um bom gestor deverá identificar os pontos fortes e reconhecer os pontos fracos para aprimorar as melhores práticas e modificar os processos inadequados.

Se você ainda não implantou essa ferramenta em sua clínica, repense suas atitudes. Busque informações a respeito do tema, converse com outros gestores e assine a nossa newsletter para ficar por dentro desses assuntos.

Facebook Comments