Quem é empreendedor sabe que obter linhas de crédito para expandir um negócio de pequeno ou médio porte não é uma tarefa fácil. Uma pesquisa recente do Sebrae mostrou que 45% dos microempresários brasileiros mal conseguem abrir uma conta de pessoa jurídica, 85% deles nunca buscaram crédito em nome da empresa e, dos que tentaram, metade tiveram seu pedido negado.

Além de ter um CNPJ, é importante ficar de olho em oportunidades de crédito, como buscar um capital de giro diretamente com o cliente, opções oferecidas por agências de fomento regionais que promovam a atividade empreendedora (com juros geralmente abaixo da inflação) e tentar manter sempre um bom relacionamento com o banco para poder usá-la como uma espécie de moeda de troca na hora de tentar um bom financiamento.

Antes de sair procurando por um empréstimo, no entanto, é importante elaborar bem a finalidade do crédito e o prazo de retorno, além de tentar entender qual opção irá solucionar o seu problema de forma barata e mais rápida.

Tipos de linhas de crédito para a sua clínica médica

Se você quer impulsionar a sua pequena clínica médica, mas está cansado de usar o cheque especial da sua conta pessoal, o pré-datado ou de negociar prazos e valores com os seus fornecedores, dê uma olhada nestas opções de financiamento que selecionamos para você investir no seu consultório:

Conta garantida

Embora seja parecida com o cheque especial, os juros aqui costumam ser mais baixos. É um tipo de empréstimo rotativo, que pode ser usado para qualquer finalidade. É ideal para suprir eventuais necessidades de fluxo de caixa e o empresário só paga juros sobre o limite que solicitou.

O limite de crédito costuma ser definido de acordo com a capacidade de pagamento da empresa. Para contratar a conta garantida é preciso ter o aval dos principais sócios e uma garantia, que pode ser uma caução ou alienação fiduciária.

Antecipação de recebíveis

Esta linha de crédito permite que o empreendedor receba à vista um valor que foi negociado à prazo. Embora seja mais amplamente usada no comércio, o setor da saúde também pode ser beneficiado por este tipo de crédito.

A Caixa, por exemplo, oferece a linha Caixa Hospitais que antecipa os recursos a receber do Ministério da Saúde e do Fundo Nacional de Saúde. Ele cobre serviços ambulatoriais e internações prestados ao Sistema Único de Saúde, o SUS. Os prazos de pagamento são variados, dependendo do porte da empresa, e as prestações são fixas.

Linha Micro, Pequenas e Médias Empresas do BNDES

Esta opção vale para qualquer empreendimento com faturamento anual de até R$ 90 milhões e, para consegui-lo, é preciso apresentar um projeto de investimento. A linha do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) é válida para expansão da empresa ou mesmo a compra de equipamentos.

O empréstimo cobre até 80% do valor total, mas pode chegar a até 100% em determinadas regiões e setores, e engloba reembolso a investimentos feitos por micro e pequenas empresas nos últimos 12 meses anteriores à solicitação. Para pedir o crédito, é preciso procurar uma das diversas instituições financeiras credenciadas ao BNDES.

Cartão BNDES

O financiamento via agência pública é um dos principais aliados do pequeno empresário, justamente por oferecer crédito a juros mais baixos se comparado a bancos comerciais. Dentro desta categoria, o Cartão BNDES vem suprir a necessidade financeira de micro, pequenas e médias empresas nacionais, que estejam em dia com seus tributos.

O financiamento é válido para a compra de computadores, softwares, veículos, motos para entrega, materiais de construção, cursos de qualificação profissional, entre diversas outras finalidades. A solicitação do cartão é feita online diretamente pelo site do BNDES.

Leasing

Este tipo de crédito é mais indicado para quem pretende adquirir máquinas, veículos e outros equipamentos. É uma opção de médio e longo prazo e, ao final do período do contrato, o empresário pode optar por comprar o bem financiado.

Independente da linha de crédito que escolher, os recursos obtidos por meio dela serão essenciais para ajudar no crescimento da sua pequena clínica médica. Ao conversar com o gerente do banco, demonstre segurança e esteja sempre com seu plano de negócio atualizado. 

Gostou do artigo? Então deixe um comentário abaixo!