Em tempos de crise econômica muito se fala em corte de gastos para evitar que as empresas entrem “no vermelho”. No setor médico não é diferente, porém para proteger a clínica da crise não basta apenas cortar gastos, mas sim desenvolver uma série de ações preventivas para que a lucratividade não baixe nesse período de turbulências.

Nós elaboramos uma lista com 5 dicas para que você saiba como proteger a sua clínica da crise. Continue a leitura e saiba como manter a lucratividade do seu negócio em alta.

1 – Tenha controle das finanças

Saber fazer um fluxo de caixa correto é essencial para a saúde financeira de uma clínica médica. Além disso, é preciso ter um controle total daquilo que é gasto no estabelecimento.

Somente assim será possível verificar se existe alguma demanda que está gastando mais dinheiro do que o previsto e pensar em alternativas mais econômicas para substituí-la.

2 – Terceirize serviços

Muitas pessoas ainda veem a terceirização como algo ruim, mas isso não é verdade. Terceirizar serviços significa economizar e além do mais, você estará direcionando um serviço para uma empresa que é especialista em sua realização, evitando assim a perda de tempo com retrabalho, por exemplo.

Um exemplo de serviço que pode ser terceirizado no ramo da medicina é o investimento em laudos à distância. Com esse tipo de serviço, uma clínica médica ganha tempo e garante laudos de qualidade, garantindo um serviço eficaz aos pacientes.

3 – Fidelize os seus pacientes

Para que os seus pacientes retornem à sua clínica em outras ocasiões e até mesmo a indiquem a seus amigos e familiares, desenvolver estratégias de fidelização é fundamental.

Vale ressaltar que o atendimento cordial e humanizado é fundamental, mas não basta para fidelizar um paciente. Invista em pequenos diferenciais, como uma sala de espera com uma decoração bonita, um som ambiente agradável, uma boa recepção por parte das secretárias, o acolhimento adequado prestado pelos enfermeiros os técnicos de enfermagem, etc.

4 – Invista em marketing

Sabe aquele velho ditado que diz que “quem não é visto, não é lembrado”? Ele se aplica também ao ramo da medicina e é por isso que para evitar a crise você precisa investir no marketing médico.

Você pode utilizar tanto as plataformas do marketing tradicional como anúncios em jornais, revistas e emissoras de rádio de sua região de atuação, como as plataformas de marketing digital, adotando estratégias de marketing de conteúdo, por exemplo.

5 – Esteja presente nas mídias sociais

Ainda falando em marketing, uma ramificação dessa categoria que merece uma atenção à parte são as mídias sociais. Cada vez mais as pessoas estão presentes no Facebook, no Instagram e outras mídias diversas e é por esse motivo que você precisa estar presente nesse tipo de mídia.

No entanto são necessários alguns cuidados! O Conselho Federal de Medicina determina algumas normas e padrões éticos para serem seguidos pelos profissionais da saúde nessas redes. Postar fotos de resultados de tratamentos ou selfies com os pacientes, por exemplo, são ações que devem ficar de fora das suas estratégias.

Já está com tudo pronto para proteger a clínica da crise? Esperamos que sim! Caso tenha alguma dúvida ou queira compartilhar alguma situação conosco, utilize o espaço para comentários. Sua opinião é sempre bem-vinda!