É natural que os gestores ou coordenadores de clínicas busquem alternativas para otimizar o faturamento hospitalar, aprimorando a sua gestão e a sua organização. Por isso, algumas boas medidas são necessárias e devem ser colocadas em prática.

Para que você saiba mais sobre o assunto e consiga, efetivamente, otimizar o faturamento da sua clínica, elaboramos uma lista com 4 dicas importantes que devem ser seguidas. Confira agora mesmo!

1. Utilize ferramentas on-line e softwares

Os softwares de gestão on-line são uma excelente alternativa para otimizar o faturamento de um hospital. Isso se justifica pelo fato de esse tipo de programa auxiliar no fluxo de caixa, no controle de estoque, no controle das horas extras e na jornada de trabalho dos colaboradores.

Além disso, também é possível identificar quais são os meios que mais geram renda para a clínica — se são os procedimentos feitos de forma particular ou por intermédio de planos de saúde, por exemplo.

Tudo isso fará com que os gastos sejam otimizados e com que os cortes sejam feitos de maneira correta e naquilo que realmente é supérfluo etc.

2. Invista na automação de processos

Ainda falando em tecnologia, a automação de processos é algo que também pode ser colocado em prática pelos gestores de clínicas que desejam otimizar o faturamento.

Exemplos de processos que podem ser automatizados são os prontuários dos pacientes, que podem ser substituídos por uma versão eletrônica. Esse tipo de prontuário elimina a necessidade de ter um grande espaço físico para guardar documentos impressos, bem como agiliza o atendimento, pois os médicos e enfermeiros terão todos os dados do paciente registrados.

Os laudos médicos também podem ser automatizados, de modo que uma empresa pode ser contratada para laudar exames e disponibilizá-los para qualquer local do país. Esse tipo de empresa de telemedicina otimiza o fluxo de exames de maneira simples e com excelente qualidade

3. Tenha uma equipe qualificada

De nada adianta você investir em soluções tecnológicas se não tiver uma equipe qualificada e que saiba utilizar os recursos de maneira concreta. Por isso, deve-se investir no treinamento de todos os colaboradores da clínica, desde os recepcionistas até os médicos.

É importante que sejam feitos treinamentos internos que denotem a importância da boa comunicação, da troca de informações, do registro de tudo aquilo que foi feito com os pacientes, do bom uso das ferramentas tecnológicas contratadas etc.

Além dos treinamentos, você também pode investir na comunicação interna, desenvolvendo canais, como a intranet ou o jornal interno, para disseminar informações relevantes para a equipe.

4. Reduza as glosas

As glosas nada mais são do que o não pagamento, por parte dos planos de saúde, de procedimentos feitos na clínica, como uso de medicamentos, realização de cirurgias etc.

Para evitar que esse tipo de problema aconteça, é preciso reduzir a ocorrência de erros, como o não repasse de informações completas para o setor administrativo dos planos de saúde e a falta de conhecimento das diferenças das exigências dos planos.

Se você seguir essas 4 dicas básicas, temos certeza de que conseguirá otimizar o faturamento hospitalar e ter uma clínica ainda mais lucrativa.

E, para que você continue aprendendo, recomendamos a leitura de nosso artigo “3 dicas para otimizar a gestão de clínica de medicina do trabalho”. Vamos lá!