Otimizar a gestão de uma clínica de medicina do trabalho é uma tarefa que exige conhecimentos técnicos e gerenciais específicos. Se, por um lado, deve-se prezar pela assistência de qualidade ao paciente, por outro a preocupação é com a implantação de serviços efetivos.

O equilíbrio entre as duas demandas garantirá uma percepção positiva dos indivíduos em relação aos serviços prestados e um maior controle dos processos organizacionais pelos gestores da empresa.

Quer saber como otimizar a gestão de clínica de medicina de trabalho? Então, acompanhe nosso post e as dicas que selecionamos para você!

1. Modernizar o sistema de cadastro de paciente

A informatização dos prontuários dos pacientes é uma tendência que veio para ficar. O armazenamento virtual dos dados clínicos, medicamentosos e das principais condutas é seguro e acessado apenas por senhas pessoais.

Essa ferramenta otimiza as atividades realizadas na empresa, na medida em que, diminui o processo manual de preenchimento dos formulários. Além disso, com um sistema eficiente de cadastro é possível realizar outras ações para fidelização dos pacientes.

Exemplo disso, é entrar em contato com o paciente, avisando sobre as próximas consultas, parabenizá-lo nas datas festivas e enviar informações em caso de implantação de novos serviços.

2. Aderir ao laudo médico à distância

Uma das grandes inovações da área da saúde dos últimos tempos é a possibilidade de transmitir imagens radiológicas por meio dos recursos tecnológicos existentes. Assim, um paciente que espera muito tempo por um exame poderá obtê-lo em poucos dias, graças à telerradiologia, componente da telemedicina.

Além da agilidade na entrega dos laudos, essa ferramenta garante exames com qualidade de imagem compatíveis com os modelos tradicionais e, aliadas às informações clínicas dos pacientes, os telerradiologistas poderão laudar com muita eficiência.

Utilizando a estratégia de laudos a distância, as empresas reduzirão custos operacionais, pois não terão que manter uma infraestrutura para laudar exames e poderão readequar a rotina do serviço, aumentando gradativamente suas atividades.

3. Controlar faltas com a organização da agenda

A otimização visa a eficiência dos serviços prestados ou a redução dos custos com uma determinada atividade que impacta significativamente no orçamento da empresa. Nesse sentido, controlar o absenteísmo dos pacientes é fundamental.

Os pacientes que agendam consultas e não comparecem causam transtornos significativos à empresa, isso porque os profissionais deixam de ocupar esse horário com outros indivíduos que estariam interessados no atendimento.

Sendo assim, a organização adequada da agenda permite visualizar os horários confirmados, os “buracos” nos atendimentos e tomar decisões para amenizar esse cenário. O envio para o paciente do lembrete de consulta por meio de aplicativos no telefone celular é uma ótima estratégia.

Otimizar a gestão de clínica de medicina do trabalho é uma atividade importante para garantir a sustentabilidade financeira das empresas. Isso porque assegura a eficiência das ações executadas com o compromisso pela assistência clínica de qualidade.

Nesse sentido são apontadas a modernização do cadastro de paciente, adesão à prática de laudos a distância e organização da agenda de atendimento com algumas atividades a serem implantadas ou aperfeiçoadas.

E você, já implantou mudanças para melhorar os serviços de sua clínica? Está precisando de mais conhecimentos sobre o assunto? Então, não deixe de ler também Como a automação dos processos pode agilizar a rotina de sua clínica!